Você está aqui: Página Inicial / Sala de Imprensa / Entrevistas / Entrevista com o Adm. Márcio Borba

Entrevista com o Adm. Márcio Borba

por Mariana Borges publicado 17/07/2014 12h55, última modificação 21/02/2017 11h05
Administrador de Empresas, Especialista em Marketing de Varejo, Mestrando em Ciências da Educação, instrutor e consultor junto ao SENAC, SEBRAE. Professor universitário, Consultor e palestrante nas áreas de Personal e Professional Coach, Personal Branding, Liderança, Visual Merchandising, Marketing, Vendas e Negociação. Instrutor responsável pela Formação da I turma do curso de Formação de Líderes para o setor de panificação de PE.

Em cada entrevista que o CRA-PE realiza junto aos associados é possível vislumbrar um pouco da diversificação dos perfis encontrados no mercado. O Administrador é um profissional que desenvolve múltiplas qualidades, e é toda essa dedicação que contribui para o reconhecimento da nossa profissão.

Desta vez conhecemos um pouco sobre o Adm. Márcio Borba e sua trajetória.

Administrador de Empresas, Especialista em Marketing de Varejo, Mestrando em Ciências da Educação, instrutor e consultor junto ao SENAC, SEBRAE. Professor universitário, Consultor e palestrante nas áreas de Personal e Professional Coach, Personal Branding, Liderança, Visual Merchandising, Marketing, Vendas e Negociação. Instrutor responsável pela Formação da I turma do curso de Formação de Líderes para o setor de panificação de PE.

Atuou também como instrutor e consultor para os cursos de aperfeiçoamento de Boas Práticas de gestão para restaurantes do Festival Gastronômico, Na Estrada Sabores de Pernambuco – versão Mata Norte, realizado pelo SENAC Paulista. Consultor responsável pela elaboração da Campanha de Marketing "Festival Português" de abrangência nacional,Festival voltado para divulgar Produtos Portugueses para o setor de Panificação encomendado por 02 empresas do setor.

CRA-PE: Como surgiu seu interesse pela Administração?

Márcio Borba: Tudo começou quando tinha 08 anos de idade, em que comecei a frequentar a mercearia do meu Pai nos horários pós-escola e ia ajudá-lo a atender os clientes. Três anos depois, meu Pai expandiu a mercearia para um mini supermercado, hoje chamado pelo varejo de loja de vizinhança. Então, na época com 11 anos, ele me fez uma proposta de deixar de me dar mesada e eu começar a receber um salário, como eu estudava na época e também tinha atividades escolares complementar (Esportes, Cursos e Lazer),  acertamos para eu trabalhar meio expediente.
Então, a partir desse momento foi quando eu comecei incorporar a visão da Administração em minha vida. Pois, uma vez que estava dentro da empresa da família, consegui no dia a dia do trabalho, enxergar já informalmente os 04 Pilares da Administração: Planejamento, Controle, Direção e Organização. E daí, comecei a buscar informações de como melhorar o negócio da família. Nessa mesma época, meu irmão mais velho ingressava no Curso de Administração e aí comecei ler os livros da área e aí foi quando me apaixonei de vez pelo curso e alguns anos depois, comecei a cursar Administração também.

 

CRA-PE: Quais os desafios do Administrador nos tempos atuais?

Márcio Borba: Sabemos de todas as adversidades no ambiente corporativo e econômico que nós administradores temos que driblar. Então, hoje acredito que o maior desafio que o Administrador tem é de se firmar no mercado de trabalho, visto que profissionais de varias áreas que não se qualificaram para tal função, estão ocupando cargos que são destinados aos administradores minimizando assim as reais possibilidades de inserção de nós que somos administradores no mercado de trabalho.
Muito tem se discutido o verdadeiro papel deste profissional, como devem ser, chefiar e o que fazer para que não sejam “chefes ruins”. É importante saber que o mercado de trabalho está à procura de um salvador da pátria, ou melhor, salvador de suas organizações. Porém, esta expectativa não pode ser suprida por um simples administrador. Antes, é necessário saber as verdadeiras atribuições do administrador e saber se ele pode ajudar de forma sadia e profissional esta organização.
Primeiro é importante explicar que o mercado de trabalho para o administrador é bastante amplo, podendo os mesmos trabalhar como técnicos em funções administrativas ou como gerentes/executivos, em empresas com ou sem fins lucrativos e instituições governamentais. Como empreendedores, os administradores podem gerir seus próprios negócios (indústria, comércio ou atividades de prestação de serviços) ou podem atuar como consultores especializados.

 

CRA-PE: De onde surgiu a motivação para criar a Consultoria? 

Márcio Borba: Surgiu a ideia quando eu e uma amiga na época, recém-saídos da Universidade e também de nossos empregos formais, nos tornamos consultores em uma empresa especializada em Consultoria.
A partir daí, trabalhando dentro desta empresa, começamos a receber vários convites para trabalhar em diversas organizações e aí percebermos no mercado a fragilidade e a demanda para apostar numa empresa própria, cujo negócio é assessorar e capacitar organizações de modo que o seu desempenho e competitividade fossem otimizadas, através da implementação de práticas inovadoras, sistemáticas e adequadas às suas respectivas características.    
Assim surgiu há exatamente 03 anos atrás, a Inovando Consultoria e Treinamento, voltada para atender pequenas, médias e grandes empresas, com destacada atuação no segmento do Varejo e Food Service.

CRA-PE: Qual é a sua área de preferência dentro dos diversos campos dentro da Administração?

Márcio Borba: Hoje tenho duas áreas que tenho um imenso prazer em trabalhar que são minhas especialidades em Marketing e de Gestão de Pessoas. Na área de Marketing, desenvolvendo trabalhos no segmento de Implantação e Gestão de Equipe de Vendas, Atendimento ao Cliente, Visual Merchandising e Campanhas de Marketing. Na área de Gestão de Pessoas, desenvolvendo trabalhos na área de Motivação, Liderança, Cultura e Clima Organizacional e recentemente Personal e Professional Coach.

 

CRA-PE: Quais conhecimentos você considera essenciais para a construção do perfil de um bom profissional?

Márcio Borba: O profissional de hoje em dia e no caso falando especificamente do administrador, tem que saber a principal riqueza (patrimônio a ser preservado) de uma organização são as pessoas. Portanto, o administrador tem que desenvolver formação humanística e visão global que o habilite a compreender o meio onde está inserido, ao tomar decisões em um mundo diversificado e interdependente e a atuar em equipes interdisciplinares. Para isso mais do que treinar é preciso fazer a gestão do conhecimento de sua equipe. Sobretudo é necessário que o administrador seja um líder capaz de promover o benchmarking (Parcerias) e sabendo delegar tarefas e funções. Tudo isso de forma efetiva, assegurando-se que estas tarefas e funções tenham ficado claras quanto ao seu entendimento por parte dos delegados. Somente com o conhecimento necessário sobre as teorias administrativas das organizações e suas funções é que o administrador compreenderá com clareza o seu papel na gestão das operações da empresa, no âmbito dos mercados regionais, nacionais e internacionais. E, além disso, o administrador procurará levar a sua organização para a realização da responsabilidade social para com as organizações sociais e comunitárias da qual ela faz parte e interfere, contextualizando as relações entre as organizações e o meio em que se inserem, quanto a aspectos econômicos, políticos, sociais, tecnológicos, governamentais, legais, éticos e ambientais

 

registrado em:
Publicações